23a. Conferência Internacional do IFTTA em Toronto

IMG 2008 3A 23a. Conferência Internacional do IFTTA realizada em Toronto – Canadá, nos dias 13 a 15 de outubro no Fairmont Royal York Hotel, contou com a participaçao de Patrice Tedjini, representante da Organizaçao Mundial do Turismo (UNWTO) e representantes do setor de viagem do Canada. Patrice Tedjini falou sobre a legislaçao de Turismo a partir de uma pespectiva internacional enfatizando as funçoes administrativas e regulatorias das autoridades ao formular politicas de turismo. Nesse sentido, o representante da UNWTO proporcionou uma visao geral apontando as recentes leis federais de turismo promulgadas nas regioes das AMERICAS (Argentina, Bolivia, Brasil, Chile, Colombia, Equador, El Salvador, Mexico, Nicaragua, Panamá, Paraguay, Peru e Venezuela); EUROPA Central e Oriental (Albania, Armenia, Azerbaijao, Belarus, Bulgaria, Estonia, Georgia, Latvia, Lithuania, Russia Federativa e Serbia); ASIA e PACIFICO (Bhutao, Japao, Laos, Mongolia e Vietnam). Com relaçao a Espanha foi ressaltado que apesar de nao existir uma lei federal as 17 regioes autonomas, nos ultimos 17 anos, vêm regulamentando o setor de turismo. A França promulgou em 2004 o “Código de Turismo Francês” que foi complementado em 2009 pela Lei de Desenvolvimento e Modernizaçao de Serviços de Turismo.

Vale destacar  as apresentaçoes do Dr. Jose Fosman sobre “O Novo Mundo de Viagem – Seguro e Tratado Internacional”; Max Johnson “Introduçao a um plano de proteçao ao consumidor em Manitoba”; Mark Pestronk “Problemas legais identificados quando Agencias de Viagem terceirizam mao de obra”; Marc Mc Donald “Politica e Problemas Técnicos ao incluir Pacotes Dinamicos na Directiva de Pacotes de Viagem”; Laurence D.Gore “A representaçao juridica de agentes de viagem”; Graciela Guidi “Consideraçoes sobre Agencias de Viagem virtuais e outros Serviços Turísticos de Intermediaçao na Internet”; Alexander Anolik ” Direitos do viajante: Os Estados Unidos está recuperando o atraso para a Europa?”; Tim Law “Responsabilidade do Operador de Viagem Canadense”;  Michael Wukoschitz “Quando o tubarao ataca – análise de um julgamento recente sobre responsabilidade em acidentes”; Phil Cameron, “Viagem, Turismo e Direito de Herança”, Doug Crozier “Confiabilidade e IATA”.

Outro ponto de destaque foi a apresentaçao do representante da “TICO – Conselho das Industrias de Viagem de Ontario” que administra um fundo de compensaçao de viagem e proporciona proteçao ao consumidor que adquire um produto de viagem no Canadá.

Conforme a tradiçao nas conferências do IFTTA, todos os debates foram cordiais e amistosos sem perder a funçao crítica de análise das apresentaçoes e sempre com alto nível de respeitabilidade. A equipe do Dr. Doug Crozier proporcionou aos participantes três dias de interatividade na conferência e visita ao Tribunal local.

Maria Goretti Sanches Lima