Fluxo de turistas estrangeiros – estatística.

Segundo a EMBRATUR¹, no ano passado o Brasil recebeu 5,161 milhões de turistas estrangeiros, um crescimento de 7,5% em relação a 2009. Considerando o histórico recente do país no quesito planejamento do turismo, esse não deixa de representar um bom resultado, mas ainda falta muito a percorrer para otimizar os números.

Conforme dados divulgados pela OMT – Organização Mundial do Turismo (UNWTO) no último barômetro de 2010 a China, que está entre os maiores destinos mundiais, relatou 55,7 milhões de chegadas internacionais, 9,4% a mais que em 2009.  Um resultado que levou a China a superar a Espanha que está em terceiro lugar entre os países mais visitados em termos de turistas a pernoitar no local.

Todo país tem como meta atrair o maior número possível de turistas estrangeiros para otimizar o desenvolvimento e gerar emprego e renda. Uma grande parte dos países, no mundo, realizam estudos para compreender e entender melhor o fenômeno turismo ligado ao deslocamento de turistas. Nesse sentido, no Brasil, esforços de planejamento e gestão de política pública vêm sendo continuamente realizados e o Plano Nacional de Turismo é uma das ferramentas utilizadas pela administração pública para ordenar e dimensionar  esse fluxo internacional de turistas.

O instrumento legal para os estudos do Governo Federal Brasileiro em relação ao fluxo estimado e realizado tem como base o PNT – Plano Nacional de Turismo com fundamento  nos artigos 4°, 6°,   da Lei 11.771/08 – Lei do Turismo.

Fontes:
EMBRATUR – Instituto Brasileiro de Turismo
OMT, Barômetro do Turismo Mundial, V.9 Número 1, Fev.2010
Lei do Turismo – 11.771/08

Notas:
¹EMBRATUR – Instituto Brasileiro de Turismo é Autarquia do Governo Federal com personalidade jurídica própria e com fundamento na lei 8181/91. (administração descentralizada)

Maria Goretti Sanches Lima